terça-feira, 15 de março de 2016

Tempos de ódio !


Acho que nunca vi na minha vida, tantas pessoas disseminando ódio gratuito por ai, sem nem mesmo saber ao certo o que anda acontecendo ou não, mesmo porque, como disse há um tempinho atrás, mesmo os mais informados, creio que não sabem de nada o que realmente acontece nos bastidores politicos e judiciários, e,  praticamente toda a gama de assuntos cotidianos, desde os mais importantes até os mais banais. Todos se tornaram julgadores e dão o seu veredicto imutável. Todos os que pensam de maneira diferente, parece que se tornam imediatamente inimigos e estão a mercê dos xingamentos de quem não respeita uma opinião diferente da sua, e é incapaz de voltar atrás, por achar que isso o inferioriza, talvez, por sua auto-estima doente ou ignorância de uma visão mais abrangente. Isso sem falar em hipocrisia.
Não dá para esconder a decepção de ver as pessoas agredindo verbalmente outras, usando palavrões e perdendo totalmente a compostura, por causa do seu achismo travestido de opinião, e confesso que me surpreendo com as pessoas que estão fazendo isso, pessoas que eu achava que eram um pouco mais, que pensavam de uma maneira mais razoável. 
Xingar alguém que não se conhece, seja de que maneira for, pior ainda se pela web, onde se coloca apenas a sua opinião, sem chance, na maioria das vezes, do ofendido se defender, além de ser uma covardia,  diz mais a respeito da pessoa que xingou, do que a que esta sendo xingada, sempre.
A impressão é de que está tudo errado, e que assim não chegaremos a um ponto onde seja o melhor para todos, mas, talvez eu esteja errado e isso seja parte de um processo, que tenhamos que passar, para atingir um outro nível, e que essa fase, seja o aprendizado. Será ? 





4 comentários:

  1. Excelente análise e percepção!
    O grande "barato" é entender que esse ódio nasce da vida pessoal de cada um. Quando o ódio habita dentro de alguém dificil ente haverá espaço para o comedimento e o diálogo. Existira apenas o desejo pela vingança!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com tudo o q li e ouvi. Concordo plenamente com o José. Mas tb deixo registrado uma questão pessoal: É muito difícil administrar o sentimento de traição de ideais. Por mais 25 anos lutei com todas as minhas forças e fui engajado em um projeto de sonho no qual acreditava. Então trabalhava na administração pública federal onde fiz carreira desde o tempo da ditadura e passei por Sarney, Collor, FHC e PT. Com apenas 6 meses de concretização de um sonho e de um ideal comecei a ver e a sentir na pele o qto eu havia me enganado, ou melhor, o qto havia sido enganado. Vi e senti na carne e isto é importante. Convivi com a administração PTista e este foi o problema. Como dizem por aí "nunca na história deste país", no caso na minha vida já longa, algo tão podre, tão escrto, tão enganador, tão traçoeiro qto o q passei a viver e a conviver. Este sentir-se traído em seus sonhos e esperanças é algo realmente muito difícil de lidar. Não tenho ódio mas tenho um compromisso comigo mesmo. O de resgatar e concertar um equívoco histórico que cometi. Destruir aquilo q um dia ajudei a construir.
    Só isto ...

    Beijão meu caro ...

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente! A monja Coen disse tudo: ou aprendemos a viver com os diferentes (em todos os sentidos!), ou voltamos à pré-história.

    ResponderExcluir
  4. Marcos, você tirou as palavras de minha boca. Nos últimos dois anos, tenho me surpreendido(e não para o bem) com o quanto as pessoas tem perdido a compostura, quando a pauta é a politica. Na minha timeline do face, pululam palavras de baixo calão(ou escalão, como diria minha sobrinha, rsrsr). São tantas que por vezes, a vontade é de desamigar de pessoas que conheci por anos e que até participei da vida. Ofensas realmente horríveis e muitas vezes nem tem a ver com a profissionalidade do sujeito e sim com a vida pessoal, que com certeza, não é conhecida.
    Horrível, simplesmente horrível!
    abraços

    ResponderExcluir