sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Blue soul.





Um pouco de groove para uma sexta-feira chuvosa e úmida, lento mas gostoso de ouvir, daqueles versáteis,  que dá pra ouvir desde com uma xícara de café na mão, até com uma taça de vinho. Daqueles que a gente fica parado batendo o pé no chão, acompanhando o ritmo, olhando para o nada, ou, se balançando lentamente ao sabor do ritmo ... hipnotozante. Gosto de sons onde um sampler acompanha a musica toda, do começo ao fim, o mesmo fundo, a minha sensação é essa, de hipnotismo.
Sempre fico pensando o que seria da musica em geral, se não fosse o amor, esse safado ! rs


10 comentários:

  1. Puro hipnotismo ... por aqui tb chove muito hoje. estou aqui a deliciar-me com o som.

    ResponderExcluir
  2. linda musica... mas não pode ser ouvida qualquer dia, tem que ser em dia especial...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser, ou para tornar um dia especial ... talvez ? rs

      Excluir
  3. Meu querido Marcos, taí uma pergunta que sempre me faço, o que seria da música se não fosse o amor, este safado rsrs...meu lado moderno gosta de samplers.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lado moderno foi ótemo ! Na verdade, o sampler pra mim, foi só uma maneira de ter menos trabalho, de uma certa forma, mas a repetição que o compôe, sempre existiu ... rs

      Excluir
  4. Não seria música!
    E essa foi feita para momentos bem amorosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez, talvez não ... para momentos de solidão também ... um momento amoroso consigo mesmo ! Por que não ? rs

      Excluir
  5. Talvez teria menos músicas se não fosse o amor.
    Tendo a gostar de música que não fale dele, mas são raras de encontrar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raras, mas depois desse seu toque, vou prestar mais atenção para notar as que não falam dele !

      Excluir