terça-feira, 19 de janeiro de 2016

À luta !


Stencil no Bairro Taquaral - Campinas - SP - Foto: Marcos Campos

De uma certa maneira, vivemos uma batalha diária para manter a sanidade mental. São tantas imposições, regras, deveres que temos que obedecer para simplesmente viver, que as vezes não damos conta. Temos que obedecer sim, não é questão de escolha, se se quiser ter uma vida minimamente confortável e estável, a gente tem que trabalhar, em todos os sentidos,  para tal e abrir mão de algumas coisas que a gente simplesmente não gostaria de fazer. Mesmo que tudo esteja relativamente bem, sempre há momentos de tensão, momentos em que a gente não está com energia para uma determinada ação imposta.
E há os imprevistos ! Ah os imprevistos ! Esses conseguem minar a paciência ! E acontecem sempre em momentos inoportunos, claro ! Quando por exemplo,  acontecem naquele mês em que a grana está  bem curta, e que ela é extremamente necessária para a solução do tal imprevisto. Um clássico ! Aliás, grana é um assunto que é melhor nem começar, minha relação com ela é boa, não a acho uma coisa ruim, mas a situação no nosso país anda complicando nossa relação com ela e dela com as nossas necessidades. Assunto para um outro momento.
Claro que tudo isso faz parte e a gente na maioria das vezes tira de letra, mas há situações por exemplo, em que nem o mais santo cristão aguenta ! Sabe quando começa uma seguência de coisinhas erradas, uma sequência mesmo, um monte de vários aborrecimentos acontecendo um após o outro, quando não se teve nem tempo hábil nem para resolver o anterior ? Então ... não é fácil se manter equilibrado o tempo todo ! Mas ... mas, é aquela batalha diária que falei lá no começo, sabe ? Só não vale desistir, porque tem um lado legal nessa história toda também, só não vale pirar e enxergar só o lado negro da força.
Na maioria das vezes, passado um tempo a gente se dá conta que gastou energia demais por conta de um aborrecimento, que as vezes, nem era real, mas a gente consegue, naquele momento de tensão, pensar assim ? Claro que não.
Mas como tudo é aprendizado, e a gente na verdade controla muito pouco dos acontecimentos, quem sabe um dia a gente aprende. 


6 comentários:

  1. Não é fácil lidar como stress no dia a dia. Por vezes acontece o que dizes - um dia começa a correr mal e as coisas más sucedem-se! Chega a uma altura em que acabamos com "humor de cão" e suspiramos para que aquele dia termine.

    Noutras alturas, mais calmos nos damos conta que afinal eram coisas sem tanta importância assim. Mas que naquele momento, por força das circunstâncias e do nosso estado de espírito...

    Acredito que se pode aprender a ver as coisas sob várias perspectivas, mas exige muito "treino" mesmo, não vacilar no stress do momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exercicio diário meu caro Mikel ! Aprender a lidar com as situações ...

      Excluir
  2. Como virginiano que sou, uma das coisas que mais me tira do sério é imprevistos. Batalho para aprender a lidar com eles e não me deixar consumir pela raiva quando acontecem.

    ResponderExcluir