terça-feira, 17 de novembro de 2015

A beleza, sempre relativa ...


Pequenos detalhes de um quintal que a flora nos dá. Uma helicônia, um muro com trincas e umido, que gerou umas manchas de musgo, uma composição simples, mas que a mim ficou bem agradável. O muro, imperfeito pelas rechaduras e infiltrações, gerou um fundo totalmente integrado à beleza do primeiro plano. Gosto muito dessas pequenas surpresas. 



6 comentários: